Google+ Badge

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Mulheres e Mangostão parte III

 

Cancro de mama e do colo do útero
 
O baixo consumo de antioxidantes como frutas e vegetais, bem como o aumento de carne, alimentos fritos (principalmente de batatas) e produtos lácteos, consumo excessivo de gordura e ingestão de álcool, aumentam o risco de desenvolver cancro.
Estudos como Matsumoto (2003), Chang HF, Krajarng A (2010), Watanapokasin (2011) mostraram que as Xantonas presentes no Mangostão induziram a apoptose no cancro. DOI e Cols. (2009) um estudo do cancro da mama, demonstrou a eficácia da xantona panaxanthone, uma das xantonas associadas à diminuição do volume do tumor, bem como como a xantona mangostanen, associada a apoptose.
O Mangostão tem provado ser benéfico em vários tipos de cancro, para além de ter um efeito antitumoral em quistos e fibromas. Nestes últimos, houve o declínio de sangramento e dor.
Dosagem: 2 a 3 doses cada 6 horas (de 8 a 12 doses por dia) durante 3 a 4 meses. Porteriormente, 4 doses por dia. Isto sugere o desafio de 31 dias (1/2 garrafa por dia durante 31 dias), juntamente com 2 a 3 litros de água.
 
Síndrome do Ovário Policístico (SOP)
 
SOP, causa múltiplos cistos anormais em ovários aumentados, de modo que estes não produzem óvulos normais e não ovulam. Portanto, apresentam menstruações irregulares, ou amenorréia (ausência de menstruação). As mulheres com SOP, são propensas a ter hipertensão, obesidade central, acne, hirsutismo (crescimento excessivo de pelos faciais e corporais), queda de cabelo e resistência à insulina, podendo desenvolver diabetes tipo II.
As Xantonas, no Mangostão, podem bloquear as células insulino-resistentes e permitir a entrada de glicose nas células. Da mesma forma, as Xantonas ajudam no equilíbrio dos níveis de progesterona, para aliviar os sintomas e as consequências dessa doença, graças ao anti-inflamatório e antioxidante.
Dosagem: 2 a 3 doses, por dia, após as refeições
 
Osteoporose 

A perda de tecido ósseo, é acelerada pela diminuição de concentração de estrogénio, o que provoca fraqueza e fracturas. O principal factor de risco, é a magnitude do osso, massa mineral, que depende do tipo de alimentação e da quantidade de exercício físico na infância e adolescência. Assim que existam paragens menstruais, ingerir suplementos dietéticos de cálcio, sem estrogênio que não previne a osteoporose, mas que podem condicionar à formação de pedras nos rins. O Sumo da Fruta Inteira do Mangostão contém flavonóides, que ajudam a uma melhor assimilação do cálcio.
As dietas ricas em sódio, aumentam o risco de osteoporose, bem como, o consumo de café, colas e chocolate ou chá. Entre os nutrientes que têm sido associados à saúde dos ossos, há as vitaminas D, K e C, fósforo e magnésio.
O Sumo da Fruta Inteira do Mangostão contém, entre outros fitonutrientes, cálcio e fósforo, que, juntamente com os flavonóides, esteróis e Xantonas em sinergia podem ajudar a diminuir o grau da osteoporose. 
Dosagem: 3 doses por dia, após as refeições
 

Sem comentários:

Enviar um comentário